Diretora do departamento de HIV é exonerada

A atual diretora do departamento de HIV/AIDS e hepatites virais, órgão controlado pelo Ministério da Saúde, foi exonerada do cargo.

Segundo a Folha, Adele Benzaken, foi avisada da exoneração nesta quinta-feira.

A medida ocorre uma semana após o novo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmar em entrevista à Folha que o governo precisava voltar a estimular a prevenção do HIV, “mas sem ofender as famílias”.

O governo também tirou do ar recentemente uma cartilha voltada à saúde de homens transexuais, dizendo que precisava corrigir o documento.

A exoneração gerou revolta entre entidades que representam especialistas e portadores de HIV. Às cartas mencionam que Adele ajudou o Brasil a tomar destaque mundialmente na resposta à epidemia e trabalhou na expansão de outros métodos preventivos, como a PEP e PrEP. Infectologistas e outras entidades também fizeram coro quanto a decisão.

Em seu lugar, ficará o atual diretor-substituto do departamento.

O que isso significa na prática para nós? Muito cedo para saber, mas perder uma pessoa de peso como ela é um golpe.

Fontes

Diretora do departamento de HIV é exonerada, e ONGs reagem

 

Deixe sua opinião

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.