Cigarro e HIV

Cigarro é uma das principais causas de câncer de pulmão e doenças que levam a morte entre pessoas que vivem com HIV. Não só isso, mas também pode aumentar o risco de doenças coronárias, pressão alta e infarto.

No Brasil, 18.2 milhões de pessoas fumam. Não há dados sobre fumantes com HIV, mas nos Estados Unidos o percentual é de 40%, cerca do dobro da população comum.

As pessoas com HIV que tomam medicamentos antivirais e fumam têm entre seis e 13 vezes mais probabilidades de morrer de câncer de pulmão do que de HIV/AIDS.

Fumantes com HIV são mais propensos a morrer de câncer de pulmão

Fumar por si só não piora a infecção por HIV. A velocidade que o HIV progride no organismo e a quantidade de células CD4 não mudam entre fumantes e não fumantes.

Só que, a população que tem HIV fuma muito mais do que quem não tem, aumentando consideravelmente os riscos de doenças por causa de complicações do tabagismo. Suas chances de morrer de AIDS são menores que de câncer de pulmão.

É de conhecimento geral que fumar aumenta o risco de várias doenças e casos de câncer. De fato, fumar é a principal causa de câncer entre pessoas com HIV que não são causados por AIDS.

Fumar já causa 1 em 5 casos de câncer em pessoas vivendo com HIV nos EUA.

Fontes

Deixe sua opinião