Mãe, to indetectável!

Mãe, to indetectável!

Post anterior: Os bonitinhos da balada Houve uma montanha russa de emoções desde que fui diagnosticado. O diagnóstico em si, o fato de eu acabar hospitalizado porque exagerei nos remédios para superar a notícia, contar para quem tive relações sexuais e por aí vai. Mas...
Os bonitinhos da balada

Os bonitinhos da balada

Esse post foi escrito por um amigo que passou por umas poucas e boas. Por sinal ele também foi uma das pessoas com quem me relacionei antes de receber o diagnóstico. -Soropositivo Post anterior: Meu nome é Trabalho, sobrenome Solidão Conheci o Soropositivo (autor do...
Meu nome é Trabalho, sobrenome Solidão

Meu nome é Trabalho, sobrenome Solidão

Post anterior: O amigo Ter tendências depressivas é um saco. Coloca ansiedade crônica no meio e temos a receita perfeita do problema. Sempre que alguma coisa está fora do controle é motivo pro mundo acabar. Tempestade em copo d’água é eufemismo pra minha vida....
O Amigo

O Amigo

Post anterior: Com HIV, solidão ganhou outro significado. Em uma bela tarde de sábado, convidei um grande amigo pra almoçar. Não o via há tempos, já que o trabalho estava me consumindo. Ele que foi freelancer a vida toda, não entendia muito bem o conceito de...
Com HIV, solidão ganhou outro significado

Com HIV, solidão ganhou outro significado

Post anterior: Quem será que foi? Eu moro em São Paulo há um bom tempo, saí de outro lugar do país pra vir tentar a vida, nem era maior de idade e não sabia direito o que estava fazendo, apenas que estava fugindo de um lugar onde sentia que não pertencia, a cidade...
Quem será que foi?

Quem será que foi?

Por escolha minha decidi que nunca mais teria relações com qualquer uma das pessoas com quem fiquei entre meu último teste negativo e e diagnóstico. Basicamente qualquer pessoa que possa ter me contaminado. Alguns só fiquei uma vez, outros são amigos com benefícios e...